Rádio e TV Verdes Florestas
Você está lendo »
Publicado em 22 de janeiro de 2018

Despedida do Papa Francisco no Peru encerrando a Viagem Apostólica

 

Depois de ter pronunciado uma breve homilia na missa deste domingo, 21 de janeiro, na Base Aerea “Las Palmas”,  em Lima, capital do Peru, Papa Francisco fez a seguinte saudação:
Agradeço ao cardeal Juan Luis Cipriani, arcebispo de Lima, pelas suas palavras, e aos irmãos bispos de Puerto Maldonado e Trujillo, cujas jurisdições eclesiásticas tenho podido visitar durante esses dias; Agradeço também ao presidente da Conferência Episcopal e meus irmãos bispos pela presença deles e todos vocês que fizeram essa visita deixam uma marca indelével em meu coração.
Agradeço a todos aqueles que fizeram essa viagem possível, e eles são muitos, e muitos anônimos. Em primeiro lugar, o Sr. Pedro Pedro Kuczynski, as autoridades civis, os milhares de voluntários que, com seu trabalho silencioso e sacrificados como “pequenas formigas”, contribuíram para que tudo pudesse se tornar realidade. Obrigado, voluntários anônimos!
Agradeço ao comitê organizador e a todos aqueles que, com sua dedicação e compromisso, tornaram possível essa reunião. De forma especial, eu gostaria de agradecer ao grupo de arquitetos que projetaram os três altares nas três cidades: que Deus possa preservá-lo com bom gosto! Foi bom para mim conhecê-lo.
Comecei a peregrinar entre vocês dizendo que o Peru é uma terra de esperança. Terra de esperança pela biodiversidade que aqui se encontra junto com a beleza de lugares capazes de nos ajudar a descobrir a presença de Deus.
Terra de esperança pela riqueza de suas tradições e costumes que marcaram a alma desse povo.
Terra de esperança pelos jovens, que não são o futuro, mas o presente do Peru. Peço-lhes que descubram na sabedoria de seus avós, os anciãos, o DNA que guiou seus grandes santos. Crianças e meninas pequenas, por favor, não se desenraízem. Avós e idosos, não deixem de transmitir às gerações mais novas as raízes do seu povo e a sabedoria do caminho para chegar ao céu.
Convido todos vocês a não terem medo de serem os santos do século XXI. Irmãos peruanos, você tem tantos motivos para esperar, eu vi, toquei com as mãos nos dias de hoje. Por favor, mantenha a esperança, que não a roubem. E não há melhor maneira de manter a esperança do que ficar unidos, porque todas essas razões que a sustentam crescem cada dia mais. A esperança em Deus não decepciona (Rom. 5, 5).
Eu levo você no coração. Deus te abençoe.
E não se esqueçam de rezar por mim.
Obrigado.
Papa Francisco

Deixe seu comentário

Mensagem (Obrigatório)